Follow by Email

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Quando não ouvimos a voz de Deus!


Todos já provamos venenos, voluntariamente ou inconscientemente. Todos
tivemos esses momentos de indecisão onde a luta entre a razão e a desrazão
nos fizeram pegar caminhos que sabíamos errados e os pegamos assim mesmo.
Todos provamos o gosto amargo do arrependimento e, nem que seja uma vez na
vida, cometemos outra vez os mesmos erros, demos os mesmos passos. Nos
desculpamos, nos perdoamos, nos fizemos mil promessas, que muitas horas
depois ficaram esquecidas. Houve nesses momentos aquela vozinha interior que
nos avisava, nos prevenia, tentava insistentemente nos acordar para a
realidade, mas preferimos ignorar e seguir em frente.

Quantas vezes e de quantas maneiras Deus nos falou e não quisemos ouvir?
Quantas e quantas vezes choramos depois e ainda nos perguntamos "por que?"
Achamos injusto, sem que nossa consciência tenha nos levado ao passado onde
poderíamos ter tomado um caminho diferente.

Há pessoas que nunca ouviram a voz de Deus e nunca ouvirão. Elas não são
mais pecadoras e menos privilegiadas que outras, mas são surdas aos sinais
da vida, aos fatos e acontecimentos e elas continuarão a beber o veneno do
mal e a sofrer as conseqüências dele. Deus quer corações de carne, não de
pedra; quer corações que perdoam, se comovem, entregam-se incondicionalmente
  Ele não quer sacrifícios e nem ama nosso sofrimento, mas aprecia nossa
humildade de saber que nada sabemos e que o que desconhecemos Ele pode nos
mostrar.

Deus quer pessoas que crêem, não pela metade, só nisso ou só naquilo,
pessoas que não andam em cordas bambas e sabem perfeitamente onde colocam os
pés. Pessoas que calçam as sandálias da fé e não hesitam, abrem os olhos, os
ouvidos e o coração ao que Ele diz, porque Suas promessas são perfeitas e
perfeitos são os caminhos que preparou para nós, ainda que diferentes
daqueles que imaginamos.
 
O ano começa sabemos que haverá no meio dele noites escuras e claras, dias
de chuva e dias de sol, de frio e de calor. Nada disso nos é desconhecido,
apesar de não sabermos quando, nem como ou por quê. Na vida não é diferente
e, creiam, que tenhamos problemas um dia ou outro, o amanhã certamente
chegará e nossa fé nos deixará de pé, nossas forças serão renovadas e tudo
isso depende muito de nós.
 Leticia Thompson

Nenhum comentário:

Postar um comentário